Obesidade visceral, hipertensão e risco cardiorrenal

Obesidade visceral, hipertensão e risco cardiorrenal

O tecido adiposo é considerado um órgão endócrino, responsável pela excreção de diversas substâncias que atuam no equilíbrio hormonal do indivíduo. Para que uma pessoa seja considerada saudável é necessário que ela possua certa quantidade de tecido adiposo, porém, a quantidade e o tipo do tecido são determinantes para que a mesma possa gozar de boa saúde e evitar uma série de doenças. Essencialmente, o tecido adiposo pode ser classificado em dois tipos: hipodérmico ou subcutâneo e visceral. O tecido hipodérmico serve para o controle do metabolismo e da temperatura. É ele o responsável pelas curvas mais arredondadas nas mulheres que tendem a acumulá-lo mais que os homens. Porém, a gordura mais preocupante é a gordura visceral. Ela se concentra na parte posterior da cavidade abdominal e entre os órgãos e é perigosa, pois aumenta o estado inflamatório. Esse tecido pode aumentar também a liberação de adipocinas que aumentam a pressão arterial e influenciam no equilíbrio da insulina. A gordura visceral tende a reduzir também a excreção da adiponectina, um hormônio essencial para a queima de gordura como um todo. O tecido adiposo visceral é mais facilmente acumulado em indivíduos do sexo masculino (por isso o maior número de indivíduos jovens com cardiopatias), mas, aumenta seu depósito nas mulheres em período pós-menopausa.
Alimentar-se de maneira adequada e praticar atividades físicas são as melhores alternativas para evitar o acúmulo excessivo de gordura e suas consequências. Em uma população predominantemente em sobrepeso, o Afine-se é a alternativa mais coerente para que os indivíduos alcancem qualidade de vida e longevidade.

Profa. Dra. Ana Claudia Wabiszczewicz Cesar
Dra. Mariane De Chiara
P&D Afine-se
Referências
http://www.repositorio.unifesp.br/handle/11600/2498
https://www.ingentaconnect.com/content/doaj/14155273/2007/00000020/00000005/art00010
http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0004-27302006000200001&script=sci_arttext&tlng=pt
http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0066-782X2002000600012&script=sci_arttext&tlng=es
http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0004-27302000000300004&script=sci_arttext&tlng=es

Compartilhar post